Centros de distribuição tornam-se protagonistas da economia nacional

0
197

Centros de distribuição tornam-se protagonistas da economia nacional

Estrategicamente localizados, locais de armazenamento e distribuição ganharam papel de relevância para empresas de diversos segmentos

Parte importante para o funcionamento de qualquer empresa da indústria ou varejo é o armazenamento e transporte dos diversos produtos ofertados, principalmente nos marketplaces tradicionais, sendo um dos itens essenciais para a prosperidade do negócio.

Mesmo com a desaceleração do crescimento do e-commerce nacional em 2022, que apresentou alta de apenas 1,6% em comparação aos 41% de 2020, segundo dados da  Nielsen|Ebit, o varejo online ainda continua forte no imaginário popular, com grande participação da indústria neste processo.

Os centros de distribuição desempenham papel fundamental no êxito logístico e de vendas, pois é por meio deles que qualquer produto é entregue ao cliente final, seja ele outra empresa ou o consumidor final. 

“Os centros de distribuição são hoje grandes agentes da satisfação do cliente, pois a partir de suas localizações geográficas a entrega é feita de maneira mais rápida, e naturalmente o consumidor se sente realizado em receber o produto no prazo e em perfeitas condições”, explica Robson Rizzotto, diretor comercial do FoccoERP, sistema de gestão que fornece soluções para diversos segmentos da indústria.

Nos últimos anos, cidades de todos os tamanhos se tornaram locais estratégicos para a rápida entrega prometida principalmente no e-commerce nacional. Guarulhos, Cajamar, Jundiaí (SP) e Extrema (MG) são alguns dos exemplos de centros de distribuição, que consequentemente se tornaram polos econômicos, por conta da grande movimentação de produtos.

Além da importância para a cidade como um todo, os centros de distribuição auxiliam em todos os processos logísticos de entrega, como recebimento, movimentação, armazenamento, separação e expedição.

“É a partir destes pontos estratégicos que os produtos, cada vez mais desejados pelos consumidores, ou até mesmo por empresas para o impulsionamento do negócio são entregues com maior rapidez e também respeitando todos os processos pertinentes”, comenta Robson.

Custos logísticos e aumento no preço dos galpões

Uma operação de vendas de produtos para indústria ou para consumidores finais requer planejamento. Assim, toda e qualquer ação deve ser pensada para ser executada de maneira que os custos logísticos não ultrapassem o valor de lucro que a empresa espera ter com a venda de determinado produto.

Dentro dos fatores que devem ser levados em consideração está o preço dos galpões onde as mercadorias ficam armazenadas. Com maior disputa, os galpões de alto luxo apresentaram crescimento de 41% desde 2019 no estado de São Paulo.

“Em todo negócio, as empresas estão procurando prosperar e lucrar com a venda de seu produto ou serviço. Este fator não é diferente para o varejo e indústrias nacionais, que devem estar atentos aos custos operacionais, quantidade de produtos e outros fatores no balanço entre despesas e lucros”, finaliza o diretor comercial.