Automatização na intralogística: maior eficiência e flexibilidade

0
321

Automatização na intralogística: maior eficiência e flexibilidade

Equipamentos autônomos e soluções de transporte totalmente automatizados têm se mostrado a solução eficiente para os mais diversos tipos de armazéns

Com o objetivo de automatizar tarefas, a indústria passou a adotar novas tecnologias, equipamentos e sistemas de gestão, que estão cada vez mais presentes no dia a dia deste segmento – e no setor de intralogística este cenário não é diferente. Para se ter ideia, de acordo com levantamento do Índice de Automação de Empresas, o investimento em automação no setor de Serviços, por exemplo, apresentou um aumento de 0,27%, no último ano. Neste sentido, os armazéns, os veículos autônomos e as soluções de transporte automatizadas são considerados recursos assertivos para as mais diversas necessidades, além de serem eficientes e flexíveis.

Entre os exemplos desses equipamentos estão os Robôs Móveis Autônomos (ou AMRs, do inglês Autonomous Mobile Robots) – que ganharam maior popularidade nos últimos anos, com a indústria 4.0 –, os veículos trilaterais automatizados e os Sistemas Automatizados de Armazenamento e Retirada (ASRS). 

Para cada necessidade, uma solução

Os Robôs Móveis Autônomos conseguem navegar livremente dentro de uma área pré-definida e oferecem uma solução pronta para o transporte horizontal em grandes áreas, sendo indicados para diversas atividades, como transporte de paletes, mercadorias e peças pequenas – desta forma, conseguem realizar determinadas operações de forma rápida e flexível. De acordo com Markus Flotho, Gerente Corporativo de Sistemas Logísticos na Jungheinrich Brasil, uma das líderes em intralogística no mundo, por serem pequenos e manobráveis, os AMRS podem ser usados em todos os setores. 

“O nosso modelo AMR Arculee S, por exemplo, conta com uma tecnologia de íons de lítio livre de manutenção e apresenta um alto rendimento. Desta forma, tem capacidade de carga de até 1.000 kg, sendo, assim, adequado para uma operação mista, especialmente por conta dos sensores de segurança sofisticados”, explica Flotho. “Além disso, o Arculee S garante uma operação segura no ambiente homem-máquina, graças ao sensor de segurança 360°, que permite o monitoramento de todo o ambiente e faz com que o equipamento realize uma parada segura na frente de pessoas ou obstáculos, por exemplo”, acrescenta.

Quando o assunto é tecnologia, precisamos lembrar que temos, ainda, as empilhadeiras trilaterais automatizadas, que executam as tarefas com eficiência e segurança 24 horas por dia e sete dias por semana – mas, claro, desde que sejam integradas a um sistema geral bem desenvolvido. O modelo é ideal para armazéns com corredores estreitos, incluindo estantes, softwares e sistemas de alimentação. 

No entanto, um dos desafios enfrentados dentro dos armazéns é em relação às estanterias altas. “Neste caso, por meio dos trilhos de alimentação das estanterias, as empilhadeiras automáticas atuam desde o transporte de paletes padronizados até o controle de uma grande variedade de periféricos, como a porta da área de manutenção”, comenta o executivo. 

Por fim, temos o Sistema Automatizado de Armazenamento e Retirada (ASRS – Automated Storage & Retrieval System), que é altamente eficiente, uma vez que garante máxima velocidade e precisão no processo de armazenamento. É importante lembrar que os armazéns equipados com transelevadores são escaláveis e têm um alto grau de utilização do espaço, permitindo quase todo tipo de armazenamento de mercadorias. Controlados por softwares inteligentes e adaptados individualmente às necessidades de cada cliente, os equipamentos oferecem altos rendimentos em operações por turnos de até 24 horas por dia, sete dias por semana. 

De acordo com Flotho, a Jungheinrich oferece ao mercado o PowerCube, uma solução compacta para armazenamento – e que trata-se de um modelo de ASRS. A tecnologia pode ser personalizada para atender aos requisitos de espaço e ao rendimento desejado, oferecendo velocidade, flexibilidade e eficiência. Devido aos componentes de automação inteligentes contidos nesta solução, Flotho explica, ainda, que é possível automatizar diversos tipos de equipamentos e adaptá-los individualmente a cada necessidade. 

“No caso dos equipamentos, nossas soluções automáticas combinam uma tecnologia madura e inovadora, com muitos anos de experiência. Além disso, os veículos automatizados (AGV) resolvem cada uma das tarefas de transporte do armazém com segurança e eficiência – controlados por software inteligente”, conclui Flotho.  

Sobre a Jungheinrich: 

A Jungheinrich é uma das líderes globais em soluções, gestão de armazenagem e fluxo de materiais. Inovadora, oferece a seus clientes consultoria e soluções de intralogística, com um abrangente portfólio de empilhadeiras e sistemas automatizados de armazenagem. Sediada em Hamburgo-GER, é uma empresa de capital aberto, com ações negociadas na bolsa alemã. Representada mundialmente em 41 países, emprega mais de 18.000 colaboradores. No Brasil, possui sede em Itupeva (SP) e filiais nas cidades de Belo Horizonte (MG), Cabo de Santo Agostinho (PE), São José dos Pinhais (PR), Itajaí (SC), Rio de Janeiro (RJ) e São Leopoldo (RS).

INFORMAÇÕES À IMPRENSA
OLIVER PRESS / (11) 3034-0743 / 3031-1793

Beatriz Ribeiro – (11) 97968-3109 – beatriz@oliverpress.com.br