Metaindústria: o potencial do metaverso para impulsionar a indústria nacional

0
106

Metaindústria: o potencial do metaverso para impulsionar a indústria nacional

As soluções de automação podem permitir a simulação de diferentes situações da operação e aumentar a produtividade das indústrias
 

São Paulo, novembro, 2023 – A Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) reuniu universidades e grandes empresas de tecnologia, como a Rockwell Automation, em um novo hub de Inovação em São Caetano do Sul (SP). O laboratório funcionará como um local de experiências com soluções baseadas nas tecnologias da Indústria 4.0, como gêmeos digitais e metaverso, aplicando essas novas tecnologias de metaindústria aos problemas das empresas brasileiras de forma replicável.

A iniciativa, em parceria com a SPI Integradora, visa a criação de um showcase de tecnologias para a indústria brasileira, de modo a fomentar a inovação por meio da oferta de soluções que podem ser aplicadas para aumentar a produtividade dos negócios.

“Teremos ferramentas tecnológicas e soluções da Rockwell Automation e especialistas da empresa e da SPI Integradora que estarão aptos e prontos para acompanhar as companhias que fazem parte do projeto. As empresas poderão sair de lá levando algo para a indústria, é o que chamamos de ‘provar antes de comprar’. Oferecemos ferramentas de software que a empresa poderá testar por um período e, ao trazer resultados, é possível adquiri-lo e escalá-lo dentro da companhia”, diz Leandro Kruger, Regional Director da Rockwell Automation no Brasil.

A 8ª edição do Relatório sobre a Situação da Fabricação Inteligente, elaborado pela Rockwell Automation anualmente, mostra que a indústria das Américas, da Europa e da Ásia viveu 20 anos de avanço em apenas dois anos. Em relação ao ano de 2022, houve aumento de 50% no número de empresas que investem em aprendizagem automática/inteligência artificial e duas vezes mais entrevistados dizem que carecem de tecnologia para superar a concorrência, reforçando a importância de manter um fluxo contínuo de investimentos em modernização de processos.

“O que esperávamos de implementação de tecnologia em duas décadas aconteceu muito mais rápido, com a disrupção das cadeias de fornecimento globais, mudanças de hábitos dos consumidores e aspectos de sustentabilidade vindo à tona de forma gritante. Isso levou a indústria a buscar na tecnologia respostas a esse desafio”, afirma Kruger.

Sobre metaindústria, a pesquisa mostra ainda que 38% das empresas já investiram em tecnologias de gêmeos digitais, que criam uma réplica em ambiente virtual da operação para prever e evitar problemas que afetam a produtividade e podem impactar nos resultados do negócio a curto, médio e longo prazo. O metaverso segue como grande expectativas em produtos voltados aos consumidores, na indústria, ele têm consquista cada vez mais espaço e de suma importância para a estabilidade, melhoria e evolução das operações.

“Na meta indústria, podemos simular cada vez mais situações que podem acontecer. Com os gêmeos digitais, podemos simular e ter informações na operação virtual tão parecida com a real que é possível ir de uma para a outra com uma facilidade incrível para tomar melhores decisões”, declara Kruger.

Mundialmente, a consultoria ABI Research projeta o potencial de mercado para o metaverso industrial em US$ 100 bilhões até 2030. Por isso, o cenário se torna cada vez mais competitivo para as empresas brasileiras no contexto internacional, e a metaindústria é essencial para manter a indústria nacional pujante e relevante.

André Duarte, professor do Insper nos cursos de Mestrado, MBAs e Graduação das disciplinas Gestão de Operações e Estratégia da Cadeia de Suprimentos, ressalta que os investimentos em novas tecnologias, como a metaindústria e os gêmeos digitais, precisam ser feitos de maneira certeira para que haja avanço no ritmo e na qualidade da produção. Para ele, é importante pensar que a tecnologia é um meio para um fim.

“A Indústria 4.0 tem que estar em quatro grandes pilares: manufatura inteligente, smart people (pessoas que trabalham de forma inteligente), produtos inteligentes (como celular ou carros) e uma cadeia de suprimentos inteligentes, que tem rastreabilidade e interage com diferentes players”, afirma Duarte.

A metaindústria, aliada a processos de automação, aplicação em situações de mundo real e gestão inteligente, tem potencial para levar a indústria brasileira a um novo patamar e projetar o Brasil no mercado global de maneira relevante, se tornando um componente cada vez mais forte do motor da economia nacional. Com investimentos em inovação com soluções da Rockwell, não só os negócios têm potencial de melhorar, como também todo o mercado passará a operar de forma mais eficiente e inteligente.

 

Sobre a Rockwell Automation

Rockwell Automation, Inc. (NYSE: ROK) é líder global em automação industrial e transformação digital. Conectamos a imaginação das pessoas com o potencial da tecnologia para expandir o que é humanamente possível, tornando o mundo mais produtivo e sustentável. Com sede em Milwaukee, Wisconsin, a Rockwell Automation emprega cerca de 24 mil solucionadores de problemas dedicados a clientes em mais de 100 países. Para saber mais sobre como estamos dando vida à Connected Enterprise no setor industrial, acesse o site

Assessoria de imprensa

Flávia Ferreira

flaviaf@milenium.group
+55 11 96461-4025

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here