Roteirização Inteligente: três obstáculos que impedem as empresas de planejar rotas mais eficientes

0
102

Roteirização Inteligente: três obstáculos que impedem as empresas de planejar rotas mais eficientes

Pedro Galoppini, Co-founder e CPO da Involves 

O planejamento das rotas das equipes de promotores de venda pode ser um grande desafio para os gestores de Trade Marketing. Mensalmente, se feita de forma manual, a tarefa pode consumir dias preciosos, e à medida que a complexidade aumenta, os riscos de erros e decisões equivocadas se intensificam. É nesse contexto que as equipes de Trade Marketing têm voltado a atenção para soluções de   roteirização inteligente  dos promotores.

Em uma pesquisa com os clientes da Involves, identificamos os principais obstáculos enfrentados pelas indústrias na elaboração de rotas eficientes para as equipes. Com base nessas preocupações, destacamos três desafios cruciais:

1. Tempo de deslocamento e distância

Um dos desafios recorrentes para muitos gestores é estabelecer rotas eficientes que minimizem o tempo de deslocamento entre visitas. Considerar quais lojas devem ser atendidas em cada dia da semana e desenvolver uma estratégia que otimize esse deslocamento é vital para o sucesso das operações. Esse processo, entretanto, é repleto de complexidades.

A ausência de inteligência geográfica pode resultar em maiores distâncias percorridas e tempos de deslocamento prolongados. Algumas lojas podem requerer mais tempo de visita, enquanto outras podem possuir estratégias distintas de execução e permanência. Isso repercute na produtividade e na qualidade do atendimento prestado a cada estabelecimento, o que pode gerar mais custo para as empresas. 

Rotas menos eficientes impactam em custo de duas formas: maior quilometragem resulta em maiores valores de pagamento de vale transporte para o time. Se o time passa mais tempo se deslocando, ele tem menos tempo em loja, e portanto menos tempo útil faz com que para uma mesma quantidade de visitas atendidas sejam necessários mais promotores.

Ademais, vale mencionar que a questão do tempo de deslocamento também está vinculada às preocupações ambientais, como aquelas relacionadas aos princípios de ESG. A redução do tempo de deslocamento dos promotores de venda resulta em menor emissão de gases poluentes, o que contribui positivamente para relatórios de sustentabilidade empresarial.

2. Planejamentos Manuais

A elaboração manual de roteiros impacta diretamente na produtividade das equipes. Imagine, por exemplo, uma equipe com mais de 1000 promotores: planejar roteiros para esse número de profissionais é uma tarefa que se revela extremamente complexa e propensa a erros, resultando em promotores ociosos ou sobrecarregados.

A utilização de planilhas Excel para essa finalidade, ainda lamentavelmente comum, é demorada e suscetível a falhas. Além de ser insuficiente para a construção de roteiro, tendo em vista que o aplicativo não possui nenhum recurso geográfico. Outro ponto negativo é a possibilidade de omitir lojas nas rotas, o que pode levar ao desabastecimento, comprometendo o atendimento. Em muitos casos, operações de Trade Marketing podem levar semanas para organizar roteiros que demandam revisões diárias. 

Quando se trata de grandes operações, o problema com as planilhas é ainda maior. Para fazer uma roteirização de qualidade é necessário fazer milhares de simulações, e isso é humanamente impossível sem IA. O Excel não comporta este tipo de caso de uso. Importante destacar também que o processo de roteirização é uma disciplina bem especializada, e não faz sentido um time de trade marketing precisar de um especialista em geografia ou roteiros.

A adoção de ferramentas de roteirização inteligente supera esse desafio. Em questão de horas,  a inteligência artificial elabora roteiros que maximizam a produtividade dos gestores, liberando-os para se concentrarem em outras tarefas essenciais.

3. Encontrar a Melhor Rota

Mesmo com ferramentas de roteirização em mãos, muitas vezes é difícil determinar a melhor rota para os promotores de venda. Focar exclusivamente na distância entre pontos não leva em consideração as prioridades das lojas, o tempo necessário para cada visita e a agrupação estratégica de estabelecimentos.

Aqui, entra em cena o poder de um roteirizador inteligente. A tecnologia leva em consideração diversos fatores, como a jornada de trabalho dos colaboradores, local de sua residência, localização dos pontos de venda, horário de funcionamento, rotas de transporte e transporte público, nível de serviço designado para cada loja (duração e frequência das visitas). Essa abordagem resulta em rotas otimizadas que maximizam a eficiência e a qualidade do atendimento.

A   roteirização inteligente  é uma solução para superar os obstáculos enfrentados pelas equipes de Trade Marketing no desenvolvimento desse planejamento. A tecnologia aumenta a eficiência na criação de rotas, reduz o custo e o tempo de deslocamento e, como consequência, pode contribuir para a diminuição da emissão de dióxido de carbono (CO2) no meio ambiente.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here