Você sabe o que é dropshipping?

0
322

Você sabe o que é dropshipping?

Tendência cada vez mais presente no comércio internacional consiste em vender produtos diretamente aos clientes, sem a necessidade de manter um estoque físico

O dropshipping é uma tendência cada vez mais presente no comércio internacional, já que revolucionou a forma como as empresas operam, oferecendo uma abordagem inovadora e rentável para empreendedores que buscam expandir seus horizontes em um mercado global altamente competitivo. Mas como funciona?

De acordo com Helmuth Hofstatter, CEO e fundador da Logcomex, empresa que oferece tecnologia para o comércio exterior por meio de uma plataforma completa end-to-end, ajudando gestores a planejar, monitorar e automatizar o seu supply chain, o dropshipping é um modelo de comércio eletrônico que permite aos empreendedores vender produtos diretamente aos clientes, sem a necessidade de manter um estoque físico.  “Nesse sistema, o lojista virtual atua como intermediário entre o fornecedor e o consumidor, focando principalmente em atividades como marketing, vendas e gestão de localização”, explica.

Ele afirma que quando um cliente realiza uma compra em uma loja on-line que utiliza o dropshipping, a encomenda é automaticamente enviada para o fornecedor, que se responsabiliza por acondicionar e enviar o produto diretamente ao cliente. “Com relação à margem de lucro, ela se dá uma vez que o comerciante paga ao fornecedor o preço de atacado acordado e fica com a diferença entre esse preço e o preço de varejo cobrado ao cliente”, diz.

Os produtos mais vendidos no dropshipping incluem categorias como eletrônicos, moda, produtos domésticos, saúde e beleza, produtos infantis, fitness, produtos para animais de estimação e outros. “A essência do dropshipping é terceirizar o armazenamento e o envio de produtos. Portanto, em vez de comprar mercadorias em grande quantidade e mantê-las em estoque, os intermediários colaboram com fornecedores, como fabricantes, atacadistas ou varejistas, para listar esses produtos em suas lojas virtuais”, afirma. 

Quem deseja adotar esta metodologia em um negócio internacional, precisa encontrar um fornecedor confiável que ofereça uma experiência de entrega satisfatória aos clientes. Segundo Hofstatter, essa escolha precisa considerar as áreas que se quer atingir e aspectos como velocidade de entrega, organização dos processos e qualidade da embalagem para determinar o melhor fornecedor. “Após escolher um fornecedor, integre os produtos ao catálogo dele para começar a vender usando esse sistema. Além disso, você pode continuar a vender produtos de estoque próprio, mas deve gerenciar ambos os processos eficazmente”, orienta. 

Embora o dropshipping ofereça uma série de vantagens, é importante entender que há alguns riscos, como margens baixas de lucro, dependência de terceiros para controle do estoque, eventuais erros na plataforma utilizada, custos de envio internacional e possibilidade de produtos populares se tornarem obsoletos rapidamente. “É uma abordagem inovadora que pode ajudar a impulsionar o negócio, mas é recomendável conhecer prós e contras. Além disso, considere usar um software para otimizar o controle de estoque e a distribuição logística”, conclui o CEO da Logcomex.